Pesquisar no site

O parto normal é o método mais natural e seguro de dar à luz e também é uma experiência única e inesquecível. Ele respeita o momento certo do nascimento e ocorre de forma natural, iniciando-se de forma espontânea e acontecendo por via vaginal. Na maioria dos casos, é necessária apenas a vigilância e o apoio dos profissionais de saúde.

 

No parto normal, é possível a utilização de analgesia como forma de diminuir as dores e a mãe participar ativamente do processo. Apenas quando indicada, é feita a indução (estímulo das contrações com medicamentos).

Métodos de controle da dor

Exercícios com a bola suíça e “cavalinho”: essas técnicas aumentam a sensação de controle da dor. Elas também diminuem a sensação dolorosa da contração, ajudam na descida e rotação fetal e promovem o relaxamento e o conforto para a gestante.

 

Banho: promove relaxamento muscular sem comprometer o trabalho de parto e torna as contrações menos dolorosas.

 

Massagem realizada pelo acompanhante: reduz significativamente a dor, o “stress” e a ansiedade durante o trabalho de parto, bem como melhora o humor.

 

Deambulação: a mudança de posição a cada 30 minutos (sentar, caminhar, ajoelhar, ficar em pé, deitar, ficar de quatro, etc.), ajuda a aliviar a dor. Na posição ereta, as contrações serão mais fortes, regulares e frequentes pois a gravidade alinha o feto com o ângulo pélvico.

Na maternidade

Você deve se encaminhar imediatamente à maternidade quando:

– sentir contrações uterinas ritmadas a cada 10 minutos;

 

– diminuir a movimentação fetal;

 

– rompimento da bolsa (perda de líquido);

 

– sangramento vaginal;

 

– data de parto ultrapassada em 07 dias.