Faça sua busca
Pesquisar no site

Dengue: fique atento e saiba como se prevenir!

28 de março de 2019

O que é dengue?
Dengue é uma doença infecciosa que pode ser de curso benigno ou grave (dependendo da forma que se apresente: clássica ou hemorrágica) causada por um arbovírus (vírus transmitido através dos insetos), que ocorre principalmente em áreas tropicais e subtropicais do mundo. As epidemias, geralmente, ocorrem no verão, durante ou imediatamente após períodos chuvosos.

Qual é a causa?
A infecção pelo arbovírus é causada pela picada do Aedes aegypti, uma espécie de mosquito originária da África, que chegou ao continente americano na época da colonização.

Transmissão
O mosquito pica a pessoa infectada, mantém o vírus na saliva incubado durante 8 a 12 dias e o retransmite.

Importante: não há transmissão por fontes de água ou alimento, nem pelo contato de um doente com uma pessoa sadia.

Curiosidade: o mosquito costuma picar nas primeiras horas da manhã e nas últimas da tarde, evitando o sol forte, mas, mesmo nas horas quentes, ele pode atacar à sombra. O indivíduo não percebe a picada, pois no momento não há dor, nem coceira.

Sintomas

Dengue clássica

  • Febre alta;
  • Forte dor de cabeça;
  • Dor atrás dos olhos;
  • Perda do paladar e apetite, vômitos;
  • Manchas  e  erupções na pele semelhantes ao sarampo, principalmente, no  tórax  e nos membros superiores;
  • Tonturas;
  • Cansaço e muitas dores no corpo, ossos e articulações.

Dengue hemorrágica

  • Os sintomas da dengue hemorrágica são os mesmos da dengue comum. A diferença ocorre quando acaba a febre e começam a surgir os seguintes sinais de alerta:
  • Dores abdominais fortes e contínuas;
  • Vômitos persistentes;
  •  Pele pálida, fria e úmida;
  •  Sangramento pelo nariz, boca e gengivas;
  • Sonolência, agitação e confusão mental;
  • Sede excessiva e boca seca;
  • Dificuldade respiratória.

Ao observar dois ou mais destes sintomas, procure imediatamente um médico.

Tratamento

Não há tratamento específico para dengue, apenas algumas formas que aliviam os sintomas:

  • Ingerir muito líquido (água, sucos, chás, soros caseiros, etc.);
  • Permanecer em repouso.

Não devem ser utilizados medicamentos à base de ácido acetilsalicílico e anti-inflamatórios como aspirina e AAS, pois podem aumentar o risco de hemorragias.

Como prevenir?

A melhor forma de se evitar a dengue é combater os focos de acúmulo de água parada, locais propícios para evitar a criação do mosquito transmissor da doença.

Para isso, é importante:
– Manter a caixa d’água sempre tampada;
– Deixar a calha limpa para a água passar e tirar folhas, galhos ou sujeira;
– Não deixar a água da chuva acumulada na laje;
– Lavar  tanques  e  vasos  de plantas utilizando para armazenar água semanalmente com sabão e escovas;
– Manter caixas d’água, tonéis e barris de água bem tampados;
– Colocar areia nos pratinhos de plantas;
– Guardar  sempre  as garrafas de cabeça para baixo;
– Guardar os pneus sem água e em local coberto, fora do alcance da chuva;
– Colocar o lixo em sacos plásticos e manter a lixeira fechada.

Evitar a dengue só é possível com a participação de todos.

 

Fonte: Promoção à Saúde do Sepaco Autogestão
Postado em Notícias