Faça sua busca
Pesquisar no site

Tag: Novembro Roxo

12 de novembro de 2018

No dia 17 de novembro comemora-se o Dia Mundial da Prematuridade, criado para destacar a importância do tema no Brasil: no país, cerca de 12% dos nascimentos são prematuros, o dobro do índice de países europeus. Em outras palavras, 340 mil bebês nascem prematuros por ano, o equivalente a 930 bebês prematuros por dia.

Em todo o mundo, são aproximadamente 15 milhões de nascimentos de bebês prematuros e de baixo peso por ano, e cerca de um terço deles morrem antes de completar um ano de vida.

Com o intuito de conscientização para os problemas da Prematuridade, o mês de novembro foi designado Novembro Roxo, um mês inteiro dedicado à realização de campanhas e ações em favor dos bebês prematuros.

Os prematuros não são apenas bebês com baixo peso mas também crianças com alto risco de problemas de saúde e sequelas, com necessidade de atendimento em UTIs especializadas com tecnologia avançada, equipe multidisciplinar e especialistas médicos além do neonatologista, como neuropediatra, cardiopediatra, cirurgião pediátrico, oftalmologista.

O Sepaco possui uma unidade exclusiva para atender aos casos de prematuridade neonatal. Com 25 leitos, a UTI Neonatal do Hospital Sepaco possui serviços especializados e estrutura preparada além de atendimento multidisciplinar e de enfermagem prontas para o atendimento recém-nascidos de alto risco.

Quanto mais prematuro, mais riscos

Para controlar e reduzir os índices de prematuridade são essenciais medidas de saúde pública, dentre elas o pré-natal adequado. Um acompanhamento minucioso da gestação identifica riscos, ajuda a controlar doenças comuns na gestação, como hipertensão arterial, diabetes e infecção urinária, muitas vezes responsáveis pelo desencadeamento do parto prematuro. Além disso, deve-se prevenir a gestação na adolescência, outro fator de risco para a prematuridade.

Além das medidas de prevenção, é extremamente importante disponibilizar um atendimento adequado para esses bebês. Isso exige estrutura hospitalar, equipe médica, enfermagem, fisioterapia e fonoaudiologia, garantindo um desenvolvimento adequado e tratamento de doenças associadas a prematuridade.

Muito ainda precisa ser feito pela prematuridade no Brasil. No dia 17 use qualquer adereço roxo demonstrando apoio a causa dos bebês prematuros.

 

Renata Castro – Coordenadora Médica Assistencial da UTI Neonatal
CRM: 126.380